Artigos

Resultado da Busca de Anterioridade (pesquisa)

Nosso site recebe muitos pedidos de Busca de Anterioridade diariamente, estas pesquisas são solicitadas por pessoas que pesquisam na internet por “marcas e patentes” e querem informações de como proteger uma marca que usam ou pretendem usar.

Estes visitantes preenchem o formulário e nos encaminham seu “desejo”, aguardando ansiosos pelo resultado.

Quando o resultado é positivo, há apenas duas reações:

– Aqueles que relaxam e continuam usando (ou iniciam o uso da marca) sem o registro;

– Aqueles que se apressam em proteger a marca enquanto ela ainda está livre para registro.

Os primeiros mantém-se no fio da navalha, pois daqui há alguns dias o resultado da busca pode ser diferente, pois alguém pode pedir o registro da marca que eles desejam… quanto à isso já escrevi um artigo.

Mas reação curiosa acontece quando a marca é considerada INVIÁVEL.

Recebemos e-mails com reações as mais diversas:

– Desesperados, perguntando “como” isso pode acontecer;

– Irritados, exigindo explicações;

– Inconformados, pedindo para verificar novamente;

– Revoltados, alegando que as anterioridades (marcas registradas antes) não impedem o registro, pois há uma diferença de uma letrinha, etc…

É para estes, indignados, inconformados, irritados, revoltados e até perplexos que escrevo este post.

Vocês realmente acham que é interessante para nós, do E-Marcas, dizer que uma marca é “INVIÁVEL”?

O que ganhamos com isso? NADA!

Pelo contrário, PERDEMOS, pois se a marca é viável, há chance de você ou sua empresa contratar nossos serviços, se ela é inviável, essa possibilidade desaparece!

E mais, temos a sensação de frustração, pois nosso trabalho (de pesquisa e análise dos resultados) resultou em um “NÃO” o que nos dá a impressão de termos trabalhado inutilmente.

Mas então, porque somos tão exigentes e rigorosos com nossas pesquisas (buscas)?

Poderíamos responder essa pergunta com outra pergunta:

– Você prefere ouvir a verdade, por mais cruel que seja, ou prefere ser enganado?

Nós preferimos dar a resposta cruel, mas que não colocará sua empresa em perigo, não gerará um problema que, no futuro pode até provocar a FALÊNCIA de sua empresa, pois poderia provocar uma AÇÃO JUDICIAL na qual você poderia ter que pagar indenizações que acabariam por quebrar sua empresa.

Daí perguntamos novamente, desta vez, encerrando a conversa:

– Você prefere ouvir a verdade, por mais cruel que seja, ou prefere ser enganado?

 

Pra quem prefere ser enganado eu escrevi esse outro artigo.

7
  Leia também

Comments

  1. JulianeCaroline Turozzi Peloso  September 5, 2008

    Olá,
    Gostaria de montar uma confecção, e tenho a intenção de colocar o nome de
    – Menina Flor
    ou
    -Tony
    Essas marcas já existem?

    Obrigada

    Juliane

    reply
  2. Edmundo  January 15, 2014

    Boa tarde,

    concordo com o artigo (acabei de receber uma “negativa”) de vocês. Só que no meu caso, como mencionei em resposta, só gostaria de entender porque no INPI não constava registro da marca que eu queria.. Não fiquei indignado com vocês, de forma alguma, só gostaria de entender o que pode ter dado errado.

    No mais, parabéns pelo site e pelo serviço,

    Edmundo

    reply
    • admin  January 15, 2014

      Edmundo,

      Seria bem mais simples dizer que a marca que você deseja registrar estava viável, não seria? Não posso explicar aqui os motivos (já respondi seu e-mail) mas ela não tem muita chance de registro. A busca de anterioridade é um procedimento extremamente complexo e técnico, um profissional só fica apto a realizar esse tipo de pesquisa depois de pelo menos 2 anos de treinamento, isso porque envolve o conhecimento da legislação, dos atos normativos do INPI e das decisões recentes em situações similares, isso porque a interpretação do INPI muda com o tempo, adapta-se.

      Também é importante, em alguns segmentos, ter conhecimento da área específica, dos termos técnicos e das gírias do segmento.

      Nós temos um índice de sucesso de 98%, isso porque somos criteriosos em nossas análises, mas isso não significa que ao menor sinal de risco consideramos a marca inviável, pelo contrário, já conseguimos registrar muita marca que outros consideraram irregistrável.

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

      reply
  3. rubens rodrigues  September 16, 2015

    Gostaria de esclarecer uma duvida.Se uma devida marca ja é registrada,isso impede o uso dela mesmo que seja como nome fantasia?.Sim ou não?

    reply
    • admin  September 26, 2015

      Prezado Rubens,

      Eu já escrevi sobre o tal “nome fantasia”, recomendo que você leia este artigo, em resumo, não existe “nome fantasia” você está falando de marca, então, se a marca já está registrada, se é para a mesma atividade ou produto e a marca tem exclusividade você não poderá usar. Mas veja quantos “se”, não é uma resposta pronta, precisamos analisar o caso concreto, para isso você deve solicitar uma pesquisa de marca (busca de anterioridade).

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

      reply
  4. carlos  May 4, 2016

    http://www.onmarcas.com.br/not02.html

    Sobre direito autoral, duas empresas que trabalham com propriedade intelectual tem o mesmo texto no corpo.

    reply
    • admin  May 5, 2016

      Carlos,

      Obrigado por avisar! É incrível a que ponto chega a cara de pau da pessoa, vou até deixar o link aqui, só para as pessoas saberem que essa tal “On Marcas” comete crime de plágio de seus concorrentes, então fico pensando qual será o nível deles como profissionais, é mais ou menos como um policial que é traficante ou um médico que é dono de uma funerária, uma falta de ética total.

      Mais uma vez obrigado por avisar…

      Atenciosamente,

      Rudinei Modezejewski

      reply

Add a Comment