Alegria em casa de pobre dura pouco…

Pois é, nem bem esfriou o post que coloquei sobre as vantagens do registro de domínios “.com.br” por pessoas físicas e já começaram os problemas.

Os piratas estão registrando domínios aos lotes!

Como para retomar um domínio pirateado você só tem uma opção (a justiça de SP), eles estão fazendo a festa.Afinal, para recuperar um domínio você tem que entrar com um processo (ou seja, já sai gastando com o advogado) e esperar uns 3 a 5 anos para o processo terminar, na maioria das vezes sai mais barato  (e rápido) negociar com o pirata (lamentavelmente).

Mas se você já fez isso, ainda há esperança de recuperar seu dinheiro e ainda dar uma lição no pirata, mas vai ter que entrar com um processo judicial (será que vale a pena?).

Dei uma entrevista para a RadioWeb ontem pela manhã sobre isso… outra coisa, os domínios “fm.br”, “am.br” e “tv.br” agora podem ser registrados por qualquer empresa (pessoas físicas ainda não podem), o que vai gerar problemas para as rádios e emissoras de TV que ainda não tem seus domínios com estas extenções registrados.

Continuo batendo na tecla de que a FAPESP deveria ter uma instância administrativa para solucionar esses conflitos, compulsoriamente. Há vários escritórios de Propriedade Intelectual (marcas e patentes) preocupados com esses problemas e dispostos a ajudar, entidades como ABPI, ABAPI e OAB também já se manifestaram dispostas a cooperar, o que falta então?

Que a FAPESP (leia-se Registro.br) tome alguma atitude, o próprio NIC.br deveria criar essas regras de mediação e arbitragem.

Enfim… quem não registrou seu domínio, corra e faça isso logo, antes que os piratas o façam e resolvam te cobrar para devolvê-lo!

0
  Leia também

Add a Comment